DESTAQUES
Pesquisar

Retrospectiva - 18 anos na carreira do cineasta Denis Villeneuve

Hoje é dia de falar sobre um dos meus cineastas favoritos. Denis Villeneuve, que começou a carreira no cinema independente canadense, está prestes a lançar um dos filmes mais aguardados da temporada: "A Chegada" ("Arrival").  
Denis Villeneuve é um dos diretores mais requisitados de Hollywood, responsável por verdadeiras obras-primas do cenário atual (como "Incêndios", "O Homem Duplicado" e "Sicario: Terra de Ninguém"). A boa notícia é que ele está de volta aos cinemas com o thriller de ficção-científica "A Chegada" (estreia em 24 de novembro), estrelado por Amy Adams e Jeremy Renner. Além de ser uma das grandes promessas para o Oscar em 2017, o longa está recebendo muitos elogios desde sua passagem pela última edição do Festival de Veneza.

Como já estou em contagem regressiva para o lançamento do filme, quero aproveitar para trazer uma retrospectiva da carreira de Denis Villeneuve, que teve sua estreia no cinema independente canadense. Se você também curte o trabalho do diretor, essa matéria vai deixá-lo ainda mais entusiasmado (a) para ver seus futuros projetos, que inclui o longa "Blade Runner 2049", sequência do clássico estrelado por Harrison Ford, em 1982.

A seguir, confira a filmografia do cineasta:

32 de Agosto na Terra (Un 32 août sur terre)
Ano: 1998

Antes de se tornar um dos diretores de maior prestígio de Hollywood, Villeneuve trabalhou no cinema independente do Canadá. Sua estreia não chamou atenção do público, mas o filme foi exibido na seção Un Certain Regard em Cannes, onde Alex Martin ganhou um prêmio de ator.

Redemoinho (Maelström)
Ano: 2000

Villeneuve ganhou o Genie Award de Melhor Diretor por este longa que segue a vida de uma mulher alcoólatra e seu relacionamento amoroso com o filho do homem que ela pode (ou não) ter matado.

Polytechnique
Ano: 2009

Após ficar nove anos afastado da telona, Villeneuve apresentou a dramatização do massacre que aconteceu em Montreal no ano de 1989. O filme foi exibido para os familiares das vítimas antes de ser lançado comercialmente.

Incêndios (Incendies)
Ano: 2010

A o drama familiar, que retrata dois irmãos em busca pelo passado doloroso da mãe
no Oriente Médio, colocou o nome de Villeneuve no mapa e permanece na minha lista de favoritos até hoje. A produção foi indicada ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.

Os Suspeitos (Prisoners)
Ano: 2013

Com um elenco espetacular, o filme marcou a estreia de Villeneuve em Hollywood e é considerado o maior sucesso de bilheteria da sua carreira. 

O Homem Duplicado (Enemy)
Ano: 2013

O filme é certamente o mais polêmico da carreira de Villeneuve e não foi bem recebido pelo público, mas conta uma das melhores performances de Jake Gyllenhaal. Ele vive um homem que encontra sua sósia e resolve ir atrás dela, envolvendo os personagens numa trama de suspense que muda a vida de todos.

Sicario: Terra de Ninguém (Sicario)
Ano: 2015

Emily Blunt, Benicio del Toro e Josh Brolin estrelam este thriller de ação sobre o combate às drogas. Ao lado de Roger Deakins, o cineasta criou uma das cenas mais tensas da história do cinema. O filme recebeu três indicações ao Oscar.

A Chegada (Arrival)
Ano: 2016

Naves alienígenas pousaram na Terra e estão incomunicáveis com os humanos. Quem pode ser capaz de fazer essa intermediação é uma linguista (Amy Adams), que tenta descobrir se eles vieram em paz ou são ameaças aos humanos. Nessa comunicação, ela começa a ter flashbacks que servem para que descobrir o real motivo da vinda dos extraterrestres ao planeta. 
SalvarSalvar



nanomag

Publicitária, cinéfila e blogueira nas horas vagas. Vivo em Curitiba, sou formada em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda e membro da Sociedade Brasileira de Blogueiros Cinéfilos.


0 comentários on “Retrospectiva - 18 anos na carreira do cineasta Denis Villeneuve

    Sua opinião é muito importante!