DESTAQUES
Pesquisar

Especial Isabel Coixet - Conheça a trajetória da diretora do filme "Ninguém Deseja a Noite"

Confira as belíssimas imagens do filme "Ninguém Deseja a Noite", dirigido por Isabel Coixet.
"Ninguém Deseja a Noite" está desembarcando no Brasil nesta quinta-feira (1 de dezembro) - assista ao trailer. Por isso, chegou a hora de conhecer um pouco mais sobre a trajetória da cineasta Isabel Coixet, responsável por trazer a história real de Josephine Peary para a telona. A personagem, interpretada por Juliette Binoche, foi uma mulher da alta sociedade que, em 1908, viajou ao Polo  Norte atrás de seu marido, o explorador Robert Beary, a fim de vivenciar com ele o momento ápice de sua carreira, cheia de pesquisas e descobertas.  

A carreira de Isabel Coixet

Isabel Coixet começou a fazer filmes quando ganhou uma câmera 8mm de presente de primeira comunhão. Depois de formar-se em História na Universidade de Barcelona, ela se dedicou à publicidade. Coixet ganhou muitos prêmios por seus comerciais na televisão e enfim fundou sua própria produtora, a Miss Wasabi Films. 


Em 1988, ela fez sua estreia como roteirista e diretora do filme “Demasiado Viejo Para Morir Joven”, indicado ao prêmio de Melhor Diretora Revelação no Goya, o Oscar do cinema espanhol. Já seu primeiro filme em inglês foi “Things I Never Told You”, lançado em 1996. O drama emocional, estrelado por Lili Taylor e Andrew McCarthy,  rendeu sua segunda chance no Goya por Melhor Roteiro Original. 

Coixet associou-se com uma produtora francesa para voltar, em 1998, a filmar um roteiro em espanhol, a aventura histórica “A Los Que Aman”. Mas o sucesso internacional veio somente com o drama íntimo “Minha Vida Sem Mim”, lançado em 2003. O filme foi baseado num conto de Nancy Kincaid, no qual Sarah Polley interpreta Ann, uma jovem mãe que decide esconder da família o fato de ter câncer terminal. 

Em 2005, Coixet trabalhou novamente com Polley no longa “A Vida Secreta das Palavras”, também estrelado por Tim Robbins e Javier Cámara. O filme ganhou quatro prêmios Goya: Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Produção e Melhor Roteiro. Ainda no mesmo ano, ela juntou-se a outros 18 diretores internacionais de destaque, incluindo Gus Van Sant, Walter Salles e Joel e Ethan Cohen, no inovador projeto coletivo “Paris, Eu Te Amo”, no qual cada diretor explorou um bairro da cidade de Paris. 

A cineasta também fez brilhantes documentários sobre assuntos importantes, como um segmento do filme “Invisibles”, sobre a ONG  Médicos Sem Fronteiras,  que foi selecionado para a mostra Panorama do Festival de Berlim, edição 2007. 

No ano seguinte, ela dirigiu Penélope Cruz e Ben Kingsley no longa “Fatal”, baseado no romance “O  Animal Agonizante”, de Philip Roth. Em 2009, Coixet apresentou o filme “Map of the Sounds of Tokyo” no Festival de Cannes. No mesmo ano, ela foi premiada pelo Ministério da Cultura da Espanha com uma Medalha de Ouro das Belas Artes e também atuou como jurada no 59º Festival de Berlim. 

Em 2010,  Coixet foi contratada para a exposição “Aral, el Mar Perdido”, onde seu documentário com o mesmo título foi exibido. Um ano depois, seu documentário “Escuchando al Juez Garzón”, premiado no Festival de Berlim, mostra uma conversa marcante entre o juiz Baltasar Garzón e o escritor Manuel Rivas, na qual ele fala sobre sua carreira na justiça internacional. 

Em 2013, ela dirigiu e escreveu “Meu Outro Eu”, uma coprodução internacional estrelando Sophie Turner, Rhys Iphans, Jonathan Rhys Meyers, Claire Forlani e Greg Sulkin. O filme conta a história  de  uma  adolescente cuja vida aparentemente perfeita começa a se desconstruir, premiado no Festival de Roma. 

No mesmo ano, ela se mudou para Nova York, onde dirigiu Sir Ben Kingsley e Patricia Clarkson na  produção norte-americana “Learning to Drive”, destaque no Festival de Toronto de 2014. 
SalvarSalvar
SalvarSalvar



nanomag

Publicitária, cinéfila e blogueira nas horas vagas. Vivo em Curitiba, sou formada em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda e membro da Sociedade Brasileira de Blogueiros Cinéfilos.


0 comentários on “Especial Isabel Coixet - Conheça a trajetória da diretora do filme "Ninguém Deseja a Noite"

    Sua opinião é muito importante!