DESTAQUES
Pesquisar

Ewan McGregor fala sobre os desafios de viver Jesus Cristo no filme "Últimos Dias no Deserto"

ultimos dias no deserto
Ciarán Hinds, Ayelet Zurer, Tye Sheridan e Susan Gray completam o elenco do filme. Assista ao trailer do filme.
Com estreia prevista para 8 de setembro, o drama "Últimos Dias no Deserto" (Last Days in the Desert), do diretor Rodrigo García (Albert Nobbs), é livremente baseado no Novo Testamento. Na trama, Jesus Cristo (Ewan McGregor) viaja sozinho pelo deserto durante 40 dias de jejum e oração. Nessa jornada, ele enfrenta a personificação do Diabo, que põe em dúvida o amor de Deus, em um dramático teste de sua fé.

Uma vez que o cineasta já tinha a equipe de produção reunida, ele começou a procurar por atores na faixa dos 30 anos para interpretar Yeshua (a pronúncia hebraica de “Jesus” e o nome pelo qual ele é chamado no filme). “Eu queria alguém nessa faixa etária porque Jesus teria em torno de 30 anos nesse ponto da história”, García diz. Mas os produtores da Mockingbird convenceram o diretor a enviar seu roteiro para o ator escocês Ewan McGregor (Moulin Rouge e Toda Forma de Amor). “Ele tem 40 e poucos anos, mas quando assisti a todos os seus filmes de novo, vi que Ewan parece jovem e, claro, é um ator maravilhoso, e também, o que é muito importante, projeta enorme compaixão”.

McGregor respondeu imediatamente à simplicidade do roteiro enxuto com 62 páginas de García. “Ewan me ligou e disse, ‘Eu li, gostei, vamos filmar’”, García lembra. “Foi uma daquelas ligações em que o destino de um projeto passa de 'muito provavelmente nunca vai ser filmado' para 'muito possivelmente vai'”.


Preparando-se para parecer fisicamente com um homem que estava há quase 40 dias de jejum no deserto, McGregor perdeu bastante peso antes de as filmagens começarem. Um desafio maior, no entanto, foi construir a vida interior de uma das figuras mais influentes da história e da religião do mundo. “Foi uma grande preocupação interpretar Jesus”, ele diz. “Eu li muitos livros sobre Jesus porque queria compreender quem ele era verdadeiramente. Mas a maioria dos livros apenas tentaram refutar a versão bíblica de Jesus de uma forma ou de outra e não me ajudaram muito em termos de personagem”.

McGregor decidiu se focar no drama imediato do personagem. “Eu percebi que devia apenas interpretar um cara que o Rodrigo chamou de Yeshua que estava andando no deserto há 40 dias e noites tentando se reconciliar com a missão que seu Pai lhe deu. Ele sabe que Deus quer que ele volte para Jerusalém, comece a pregar e por fim morra pela humanidade. Quando comecei a pensar assim, ficou menos assustador”.


Bonnie Curtis, da Mockingbird, observa que McGregor e Garcia trouxeram sua versão de Jesus para a terra através do uso de detalhes. “Há um momento da história em que um beija-flor aparece. É a expressão de algo prazeroso na Terra, então é uma tentação enorme nesse momento particular da jornada de Jesus. Rodrigo magicamente costurou um simbolismo que é fiel à experiência humana. Pode não ter saído direto da Bíblia, mas a forma como ele imaginou aqueles dias fala diretamente conosco”.



nanomag

Publicitária, cinéfila e blogueira nas horas vagas. Vivo em Curitiba, sou formada em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda e membro da Sociedade Brasileira de Blogueiros Cinéfilos.


0 comentários on “Ewan McGregor fala sobre os desafios de viver Jesus Cristo no filme "Últimos Dias no Deserto"

    Sua opinião é muito importante!