DESTAQUES
Pesquisar

Rio, Eu Te Amo: 14 filmes ambientados no Rio de Janeiro

cinema, cidade maravilhosa
O Rio de Janeiro é um dos principais cartões de visitas do nosso país.Confira alguns dos principais filmes rodados na cidade.
Todos os olhos estão voltados para a Cidade Maravilhosa com a chegada dos Jogos Olímpicos 2016. Além de exibir belas paisagens, clima agradável e uma cena cultural fantástica, o Rio de Janeiro também é cenário de diversas produções cinematográficas nacionais e internacionais.

Fernando Meirelles, Marcel Camus e Hector Babenco estão entre os cineastas que capturaram o estilo de vida carioca e colocaram o Brasil em destaque no mundo. Mas você sabia que o Rio de Janeiro já foi cenário de um suspense pós Segunda Guerra Mundial dirigido por ninguém menos que Alfred Hitchcock? E que até mesmo James Bond já passou um tempinho na cidade?

Leia também: 18 citações inspiradoras do cinema que podem mudar sua vida

Orfeu Negro (1959), de Marcel Camus

Baseado na peça teatral de Vinícius de Moraes, "Orfeu Negro" é um filme ítalo-franco-brasileiro e entrou para a história como a primeira produção de língua portuguesa a ganhar o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 1960, representando a França. Na trama, Orfeu (Breno Mello), condutor de bonde e sambista do morro, se apaixona por Eurídice (Marpessa Dawn), uma jovem do interior que vem para o Rio de Janeiro fugindo de um estranho fantasiado de Morte (Ademar da Silva). O belo amor de Orfeu por Eurídice, no entanto, desperta a ira da ex-noiva do galã, Mira (Lourdes de Oliveira) e a Morte acompanha tudo de perto.


Central do Brasil (1998), de Walter Salles

Este road-movie é uma das grandes obras-primas do cinema brasileiro. Walter Salles retrata a amizade entre uma mulher em busca de uma segunda chance na vida e um garoto que quer encontrar suas raízes. Fernanda Montenegro foi indicada ao Oscar de Melhor Atriz por seu trabalho como Dora.


Interlúdio (1946), de Alfred Hitchcock

Em um dos filmes mais aclamados do mestre do suspense, a jovem Alicia (Ingrid Bergman) é contratada para investigar um grupo de homens suspeitos de nazismo no Rio de Janeiro. Ela também se aproxima de um agente do governo americano (Cary Grant) e se apaixona por ele durante a missão.


Cidade de Deus (2002), de Fernando Meirelles e Katia Lund

Adaptado a partir do livro de mesmo nome escrito por Paulo Lins, o filme retrata o crescimento do crime organizado na Cidade de Deus, uma favela que começou a ser construída nos anos 1960, e se tornou um dos lugares mais perigosos do Rio de Janeiro. Para contar a trajetória deste lugar, o filme narra a vida de diversos personagens e eventos que vão sendo entrelaçados no decorrer da trama, tudo pelo ponto de vista do narrador, Buscapé, um menino que cresceu em um ambiente muito violento, porém, encontra chances de não ser fisgado pela vida do crime.


Trash: A Esperança Vem do Lixo (2014), de Stephen Daldry

Outro exemplo de filme estrangeiro rodado no Rio de Janeiro. O premiado diretor de "O Leitor" e "As Horas" conta a história de três garotos que trabalham em um lixão carioca, até encontrarem instruções para um tesouro e saírem em busca de aventura. Wagner Moura, Rooney Mara e Martin Sheen estão no elenco.


Pixote - A Lei do Mais Fraco (1981), de Hector Babenco

A cidade maravilhosa é um dos cenários deste drama sobre um menino de rua chamado Pixote (Fernando Ramos da Silva). Ele foi abandonado por seus pais, rouba para viver nas ruas e já esteve internado em reformatórios. Tudo isto só ajudou na sua "educação", pois conviveu com todo os tipos de criminosos e jovens delinquente. Pixote sobrevive se tornando um pequeno traficante de drogas, cafetão e assassino, mesmo tendo apenas onze anos.


007 - Contra o Foguete da Morte (1979), de Lewis Gilbert
 

No filme, um avião carregando um foguete espacial sofre um acidente, mas quando o Serviço Secreto Britânico vai examinar os destroços não encontra nenhum vestígio da espaçonave. Assim, o agente secreto (Roger Moore) tem a missão de investigar o caso e começa indo visitar o multimilionário que construiu a aeronave e tem ideias bastantes estranhas de qual deva ser o destino da raça humana. No Rio de Janeiro, 007 visita o Pão de Açúcar e se envolve numa luta no teleférico. 


O que é isso companheiro? (1997), de Bruno Barreto

Parcialmente baseado no livro homônimo de Fernando Gabeira, o filme conta a história verídica do sequestro do embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Charles Burke Elbrick, em setembro de 1969, por integrantes dos grupos guerrilheiros de esquerda MR-8 e Ação Libertadora Nacional, que lutavam contra a ditadura militar instaurada no país em 1964. O filme foi indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.


Feitiço do Rio (1984), de Stanley Donen

Na comédia, Matthew (Michael Caine) e Victor (Joseph Bologna) são dois melhores amigos que decidem passar suas férias no Rio de Janeiro, com suas filhas adolescentes Jennifer (Michelle Johnson) e Nikki (Demi Moore), respectivamente. Em meio às exóticas praias cariocas, Jennifer começa a seduzir o amigo de seu pai, desencadeando uma série de aventuras e mentiras divertidas, a fim de esconder o relacionamento. E a situação fica ainda mais enrolada quando a esposa de Matthew, Karen (Valerie Harper) chega, de repente, ao Brasil.



Tropa de Elite (2007), de José Padilha

Uma das maiores bilheterias nacionais, o filme tem como tema a violência urbana na cidade do Rio de Janeiro e as ações do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) e da Polícia Militar do Estado. O filme recebeu o Urso de Ouro de melhor filme no Festival de Berlim 2008 e ganhou uma continuação em 2010.



Agente 117: Rio Não Responde Mais (2009), de Michel Hazanavicius

Antes de vencer o Oscar de Melhor Ator por "O Artista", Jean Dujardin ganhou fama na França por sua paródia de James Bond: o Agente 117. Considerado o melhor no seu trabalho, o agente mais atrapalhado do cinema viaja até o Rio de Janeiro para encontrar um ex-nazista que se refugiou no Brasil depois da Segunda Guerra Mundial. Ao ritmo de bossa nova, o que era pra ser uma viagem de trabalho se transforma em uma aventura e também em uma história de amor.


Cidade dos Homens (2007), de Paulo Morelli

A trama acompanha a vida de Laranjinha (Darlan Cunha) e Acerola (Douglas Silva), dois amigos que cresceram juntos em uma favela do Rio de Janeiro e agora estão com 18 anos. Acerola tem um filho de 2 anos para cuidar, mas sente-se preso pelo casamento e lamenta a paternidade precoce. Já Laranjinha está decidido a encontrar seu próprio pai, que não conhece. Paralelamente o morro em que vivem é sacudido pelo mundo do tráfico, já que Madrugadão (Jonathan Haagensen), primo de Laranjinha, perdeu o posto de dono do local para Nefasto (Eduardo BR).


O Homem do Rio (1964), de Philippe de Broca

Esta comédia franco-italiana mostra um grupo de ladrões que planeja o roubo de uma relíquia amazônica do Museu do Homem, em Paris. O crime gera uma série de aventuras que envolvem drogas, morte e sequestro. Jean-Paul Belmondo viaja ao Brasil para resgatar a mulher (Françoise Dorléac) que foi sequestrada


Rio, Eu Te Amo (2014), vários diretores

É o terceiro filme da franquia Cities of Love do qual fazem parte as produções Paris e Nova York. Nele, dez diretores de diferentes regiões do mundo filmam pequenas histórias ambientadas em vários pontos da cidade. Carlos Saldanha, José Padilha, Andrucha Waddington, Vicente Amorim, Fernando Meirelles, Nadine Labaki, Guillermo Arriaga, Stephan Elliot, Paolo Sorrentino, John Turturro e Im Sang-Soo fizeram parte do projeto.




nanomag

Publicitária, cinéfila e blogueira nas horas vagas. Vivo em Curitiba, sou formada em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda e membro da Sociedade Brasileira de Blogueiros Cinéfilos.


1 comentário on “Rio, Eu Te Amo: 14 filmes ambientados no Rio de Janeiro

    1. Tirando TODOS os lixos nacionais, os filmes são boa diversão...

      ResponderExcluir

    Sua opinião é muito importante!