DESTAQUES
Pesquisar

INDIE 2016 apresenta o cinema do polonês WALERIAN BOROWCZYK

"Contos Imorais" e "Goto, Isle of Love" estão entre os destaques da mostra que acontece em Belo Horizonte e São Paulo.

O INDIE 2016 começa a anunciar alguns dos destaques da sua programação. Completando sua 16ª edição em Belo Horizonte, entre os dias 1º a 7 de setembro; o INDIE comemora também seus 10 anos da edição paulista, onde acontece de 15 a 21 de setembro.

A restrospectiva inédita do Indie 2016 será dedicada a exibição das obras do diretor polonês Walerian Borowczyk. Serão exibidos 13 filmes de Borowczyk, sete longas e seis curtas, todos em cópias restauradas, e muitos deles nunca exibidos no Brasil. Ao longo dos anos 1970 e 1980, Borowczyk desenvolveu um corpo surpreendente de trabalhos em uma variedade de gêneros: curtas, longas, documentários e animação. 

Entre os destaques exibidos no Indie estão sua estreia no cinema, em 1967, com o "Mr. And Mrs. Kabal’s Theatre"; e seus filmes com temas sexuais, grotescos e polêmicos que o tornaram mais conhecido como "Contos Imorais" (1974) e "A Besta" (1975); além de obras fundamentais da sua carreira como "Goto, Isle of Love" (1971) e "Blanche" (1971). Borowczyk morreu há 10 anos atrás, na França, aos 82 anos. A curadoria da mostra é do polonês Daniel Bird.

O INDIE 2016 terá ainda os filmes contemporâneos na Mostra Mundial e os clássicos e cults no prograna Clássica. A abertura em Belo Horizonte, dia 31 de agosto, será com a volta do cineasta japonês Kiyoshi Kurosawa ao cinema de suspense com "Creepy"; e em São Paula a abertura, dia 14 de setembro, será com o novo filme de Albert Serra, lançado em Cannes, "A morte de Luís XIV". 

A programação completa será anunciada dia 17 de agosto.

O Indie 2016, em Belo Horizonte, tem patrocínio da Oi e é realizado através dos benefícios da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais, tem parceria do SESC MG, apoio cultural do Oi Futuro, Fundação Clóvis Salgado, Fundação Japão e do Adam Mickiewicz Institute da Polônia. O INDIE é uma realização da Zeta Filmes.

Informações:

Belo Horizonte: 1º a 7 de setembro
Cine Humberto Mauro (129 lugares) - Av. Afonso Pena, 1537 – Centro
Cine SESC Palladium - (82 lugares) - Av. Augusto de Lima, 420 -  Centro
Entrada franca 
(ingressos disponíveis nas bilheterias dos espaços 30 minutos antes de cada sessão)
São Paulo: 15 a 21 de setembro

Outras informações
http://www.indiefestival.com.br
twitter: @indiefestival
http://www.facebook.com/indiefilmfestival

Sobre a retrospectiva

Walerian Borowczyk nasceu em Kwilcz, uma aldeia a oeste da Polônia, em 21 de Outubro de 1923. Entre 1946 e 1951, estudou pintura e escultura na Academia de Belas Artes de Cracóvia. Durante o início da década de 1950, Borowczyk mudou-se para Varsóvia, onde se estabeleceu como designer de cartazes de cinema.

Em 1957, juntamente com um outro artista gráfico, Jan Lenica, dirigiu seu primeiro curta-metragem profissional, "Once Upon a Time". No ano seguinte, Borowczyk emigrou para a França. Durante o início da década de 1960, ele produziu curtas-metragens e comerciais. Ele fez sua estreia no cinema em 1967, com o "Mr. And Mrs. Kabal’S Theatre:. Durante o início da década de 1970, dirigiu "Contos Imorais", um filme antológico com temas sexuais polêmicos  que trouxeram seu trabalho para a atenção de um público mais vasto.

Além de atuar como diretor de arte e editar muitos de seus filmes, Borowczyk também criou os adereços e os cartazes. Durante os anos 1990, Borowczyk retornou ao trabalho gráfico, inventou uma técnica chamada "pulverography" e também é autor de vários livros, incluindo uma coleção de histórias curtas, “Anatomy of the Devil” (L'Anatomie du Diable), e um livro para crianças, “As bestas são  mesmo bestas?” (Les bêtes sont-elles betes?). Ele morreu em Marly-le-Roi, perto de Paris, em 3 de fevereiro de 2006, aos 82 anos.

Longas no INDIE 2016

Theatre of Mr. and Mrs. Kabal | Théâtre de Monsieur & Madame Kabal 
Walerian Borowczyk, France, 1967, DCP, 73 min.

Goto, Isle of Love | Goto, l’île d’amour 
Walerian Borowczyk, França, 1968, DCP, 93 min.

Blanche
Walerian Borowczyk, França, 1971, DCP, 92 min.

Immoral Tales | Contes immoraux
Walerian Borowczyk, França, 1974, DCP, 103 min.

The Beast | La bête
Walerian Borowczyk, França, 1975, DCP, 98 min.

Story of Sin | Dzieje grzechu 
Walerian Borowczyk, Polônia, 1975, 124 min.

The Strange Case of Dr. Jekyll and Miss Osbourne | Docteur Jekyll et les femmes
Walerian Borowczyk, França, 1981, DCP, 92 min.

E os curtas Once Upon a Time | Byl sobie raz (Walerian Borowczyk & Jan Lenica, Polônia, 1957,9 min.); House | Dom (Walerian Borowczyk & Jan Lenica, Polônia, 1958, 11 min); Renaissance (Walerian Borowczyk, França, 1963, DCP, 9 min.); Angels’ Games | Les Jeux des Anges (Walerian Borowczyk, França, 1964, DCP, 12 min.);  Rosalie (Walerian Borowczyk, França, 1966, DCP, 15 min.); A Private Collection | Une collection particulière (Walerian Borowczyk, França, 1973, DCP, 12 min.)



nanomag

Publicitária, cinéfila e blogueira nas horas vagas. Vivo em Curitiba, sou formada em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda e membro da Sociedade Brasileira de Blogueiros Cinéfilos.


0 comentários on “INDIE 2016 apresenta o cinema do polonês WALERIAN BOROWCZYK

    Sua opinião é muito importante!