DESTAQUES
Pesquisar

"Muitos Homens num Só" é um dos destaques do Canal Brasil em março

Coprodução do Canal Brasil. Vencedora de dez prêmios no Cine Pe com Vladimir Brichta, Alice Braga, Caio Blat e Pedro Brício.
Dr. Antônio foi apenas um dos codinomes utilizados pelo gaúcho Arthur Antunes Maciel, notório ladrão de hotéis do início do século passado. Suas falcatruas ganharam fama e atraíram a atenção de João do Rio – pseudônimo de Paulo Barreto, famoso repórter e cronista da época – e as mirabolantes aventuras sobre as trapaças do gatuno ganharam as páginas dos periódicos e, posteriormente, do livro "Memórias de um Rato de Hotel", escrito pelo próprio jornalista em 1912. Mais de um século após a publicação, a diretora Mini Kerti adaptou a obra para o cinema, em filme estrelado por Vladimir Brichta, Alice Braga, Caio Blat e Pedro Brício. Esta coprodução do Canal Brasil conquistou 10 Calungas no Cine PE; entre eles, troféus de melhor filme, direção, ator, atriz e roteiro.

Arthur (Vladimir Brichta) é um assaltante enigmático, simpático, sedutor e cheio de classe. Ele não usa armas e tampouco utiliza violência em seus furtos, fazendo do gênio sua principal ferramenta. Seus alvos favoritos são hotéis de luxo da alta sociedade do início do século 20. Tinha carinho especial pelo Rio de Janeiro, então capital do país, apesar de já ter deixado sua marca em diversas cidades. Sua carteira guardava cartões de visita com diversificadas alcunhas e profissões – ele já se apresentara como engenheiro, médico e economista, entre outras – e possuía um talento único para desaparecer sem deixar vestígios. Sua reputação crescia a cada roubo bem-sucedido, e todos os gerentes de hospedarias do Brasil temiam pela visita de Dr. Antônio, nome pelo qual ficou mais conhecido, em suas recepções.

A nova missão é arriscada. Para ajudar o amigo Vellez (César Troncoso) a quitar uma dívida, Arthur deve se infiltrar em um luxuoso hotel e roubar as valiosas ações do Barão (Luis Carlos Mièle). Ele faz uma radiografia do lugar passeando pelos corredores, e para no restaurante da hospedaria. Lá, é notado pela bela Eva (Alice Braga), sentada em uma mesa próxima, ao lado do marido, Jorge (Pedro Brício). Ele é um homem ganancioso, envolvido em negociatas políticas e pouco atencioso às vontades da esposa. Ela é uma moça de família rica, exímia desenhista cuja carreira no campo das artes foi abreviada pelo casamento. Ao perceber que a dama rabisca sua caricatura, o malandro se aproxima, apresentando-se como o cirurgião operador Dr. Guedes, e dá início a um relacionamento com o casal.

O agora médico rapidamente ganha a confiança dos cônjuges, e torna-se companhia frequente de Eva. Jorge lhe pede para acompanhar sua esposa enquanto ele se reúne com políticos e realiza viagens a trabalho, e logo começa um relacionamento amoroso entre o vigarista e a desenhista. Mesmo alheio a romances – o trapaceiro chega a afirmar não ver sentido em passar mais de uma noite com uma mulher –, ele acaba se encantando pela bela moça. Sua missão e seu ofício, no entanto, não podem ficar de lado enquanto ele passa as tardes com a jovem. Além disso, o recém-empossado chefe do Gabinete de Identificação, Félix Pacheco (Caio Blat), está focado em encontrar e prender definitivamente esse bandido que é, ao mesmo tempo, muitos homens num só, sendo efetivamente nenhum deles.

Terça, dia 29/03, às 22h e sábado, dia 02/04, à meia-noite.




nanomag

Publicitária, cinéfila e blogueira nas horas vagas. Vivo em Curitiba, sou formada em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda e membro da Sociedade Brasileira de Blogueiros Cinéfilos.


0 comentários on “"Muitos Homens num Só" é um dos destaques do Canal Brasil em março

    Sua opinião é muito importante!