DESTAQUES
Pesquisar

"Que horas ela volta?" é o destaque da 43ª edição do Festival de Gramado

Conheça abaixo os filmes selecionados para as mostras competitivas do 43º Festival de Gramado.
É oficial: o Festival de Cinema de Gramado já anunciou os filmes selecionados para as mostras competitivas de longas-metragens brasileiros e estrangeiros, além dos curtas-metragens gaúchos.

A 43ª edição do festival acontece entre os dias 7 e 15 de agosto e também deverá prestar homenagem à atriz Marília Pêra e ao cineasta e ator Daniel Filho. A atriz receberá o 25º Troféu Oscarito em honra da sua contribuição ao cinema nacional, enquanto Daniel Filho será premiado com o Troféu Cidade de Gramado.

Entre os grandes destaques nacionais, encontra-se o longa "Que Horas Ela Volta?", dirigido por Anna Muylaert e protagonizado por Regina Casé. O filme é um sucesso internacional, já passou pelos festivais de Sundance e Berlim, e também foi recebido com elogios em diversos países da Europa. O filme terá a sua primeira exibição no Brasil em Gramado e entrará em cartaz no dia 27 de agosto.

Longas-Metragens Brasileiros
- Ausência, de Chico Teixeira (SP)
- Introdução à música do sangue, de Luiz Carlos Lacerda (RJ)
- O fim e os meios, de Murilo Salles (RJ)
- O outro lado do paraíso, de André Ristum (DF)
- O último cine drive-in, de Iberê Carvalho (DF)
- Ponto Zero, de José Pedro Goulart (RS)
- Que horas ela volta?, de Anna Muylaert (SP)
- Um homem só, de Cláudia Jouvin (RJ)

Longas-Metragens Estrangeiros
- Ella, de Libia Stella Gómez (Colômbia)
- En la estancia, de Carlos Armella (México)
- La Salada, de Juan Martin Hsu (Argentina)
- Ochentaisiete, de Anahi Hoeneisen e Daniel Andrade (Equador)
- Presos, de Esteban Ramírez Jímenez (Costa Rica)
- Venecia, de Kiki Alvarez (Cuba)
- Zanahoria, de Enrique Buchichio (Uruguai)

Curtas-Metragens Brasileiros (divulgados anteriormente)
- Bá, de Leandro Tadashi (SP)
- Como são cruéis os pássaros da alvorada, de João Toledo (MG)
- Dá licença de contar, de Pedro Serrano (SP)
- Enquanto o sangue coloria a noite, eu olhava as estrelas, de Felipe Arrojo Poroger (SP)
- Haram, de Max Gaggino (BA)
- Heroi, de Pedro Figueiredo (SP)
- Macapá, de Marcos Ponts (MA)
- Miss & Grubs, de Camila Kamimura e Jonas Brandão (SP)
- Muro, de Eliane Scardovelli (SP)
- O Corpo, de Lucas Cassales (RS)
- O teto sobre nós, de Bruno Carboni (RS)
- Quando parei de me preocupar com canalhas, de Tiago Vieira (SP/GO)
- S2, de Bruno Bini (MT)
- Sêo Inácio (ou o cinema imaginário), de Helio Ronyvon (RN)
- Virgindade, de Chico Lacerda (PE)

Curtas-Metragens Gaúchos
- Arte da loucura, de Karine Emerich e Mirela Kruel (Porto Alegre)
- Atrás da sombra, de Luciana Mazeto e Vinícius Lopes (Porto Alegre)
- Bruxa de fábrica, de Jonas Costa (São Leopoldo)
- Consertam-se gaitas, de Ana Cris Paulus, Boca Migotto e Felipe Gue Martini (Bento Gonçalves)
- Da vida só espero a morte, de Júlia Ramos (Porto Alegre)
- De que lado me olhas, de Carolina de Azevedo e Elena Sassi (São Leopoldo)
- Kaali, de Gabriel Motta Ferreira (Porto Alegre)
- Nes pas projeter, de Cristian Verardi (Porto Alegre)
- O Corpo, de Lucas Cassales (Porto Alegre)
- O Sonho, o limiar e a porta que metamorfoseia, de Gustavo Spolidoro (Porto Alegre)
- Pele de concreto, de Daniel de Bem (Porto Alegre)
- Plano, de Virginia Simone, Carlos Dias e Matheus Walter
- Quanto mais suicida, menos suicida, de Maurício Canterle Gonçalves (Santa Maria)
- Rito sumário, de Alexandre Derlam (Porto Alegre)



nanomag

Publicitária, cinéfila e blogueira nas horas vagas. Vivo em Curitiba, sou formada em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda e membro da Sociedade Brasileira de Blogueiros Cinéfilos.


0 comentários on “"Que horas ela volta?" é o destaque da 43ª edição do Festival de Gramado

    Sua opinião é muito importante!