DESTAQUES
Pesquisar

TOP 12 – Os filmes que você provavelmente não assistiu em 2014

O ano que passou fechou com um saldo positivo em matéria dos filmes que foram lançados. Fomos testemunhas de grandes atuações e algumas revelações também. Mas sempre existem filmes que foram subestimados pelo público, que mereciam mais atenção ou mais tempo nas salas de cinema.

Se você já assistiu os filmes que estão listados neste artigo, deixe a sua opinião abaixo! 

Era Uma Vez em Nova York (The Immigrant)


A estratégia de lançamento deste filme foi péssima. Desde sua estréia no Festival de Cannes de 2013, “Era Uma Vez em Nova York” só chegou ao cinema americano no início de 2014. Ele foi lançado no Brasil em setembro, mas poucos comentaram sobre o novo filme de James Grey. Leia a resenha aqui!

SINOPSE: Ewa (Marion Cotillard) é uma imigrante polonesa que chega a Ellis Island acompanhada da irmã. O problema começa quando sua irmã é impedida de entrar no país e precisa ser mantida na ilha sob quarentena. De alguma maneira, Ewa conhece Bruno Weiss (Joaquin Phoenix), um homem que afirma poder ajudá-la a entrar no país e libertar a sua irmã da ilha. Ewa não imagina que ele é um cafetão, dono de uma prestigiada casa de shows na cidade. Incapaz de escapar das suas garras, ela conta com a ajuda de Emil (Jeremy Renner).

Calvário (Calvary)


Não é o primeiro filme dirigido por John Michael McDonagh que passou despercebido aos olhos do grande público. “O Guarda” (The Guard) foi lançado em 2011 e também não recebeu atenção. Voltando ao filme em questão, “Calvário” foi lançado em janeiro no Brasil e apresenta uma história complexa, com uma grande atuação de Brendan Gleeson. É o cinema irlandês mostrando seu potencial!

SINOPSE: Um padre com boas intenções e o desejo de tornar o mundo um lugar melhor encontra-se continuamente chocado e entristecido com os habitantes rancorosos e os confrontos que ocorrem em sua cidade. Um dia, ele é ameaçado durante uma confissão, e se vê cercado de perigos a todo momento.

Locke (Locke)


Com estreia prevista para abril de 2014 nos Estados Unidos, o filme ainda não foi lançado no Brasil, mas ele já caiu na rede. A direção é de Steven Knight, mais conhecido por seu trabalho como roteirista de “Senhores do Crime” (Eastern Promises).

SINOPSE: Ivan Locke (Tom Hardy) trabalhou diligentemente para ter a vida que ele imaginou, dedicando-se ao trabalho que ele ama e a família que ele adora. Na véspera do maior desafio de sua carreira, Ivan recebe um telefonema que põe em movimento uma série de eventos que irá desfiar sua família, trabalho, e alma.

Frank (Frank)


Este filme foi lançado há meses nos Estados Unidos, mas ainda não chegou oficialmente aos cinemas brasileiros.  É mais um exemplo do cinema irlandês florescendo no horizonte e lançando grandes nomes. A direção é de Lenny Abrahamson e “Frank” conta com uma das melhores atuações da carreira de Michael Fassbender. Leia a resenha aqui!

SINOPSE: A trama do filme mostra a história de um aspirante a músico (Domhnall Gleeson) que consegue entrar para uma grande banda de rock. O grupo em questão será liderado pelo personagem de Michael Fassbender. A história é baseada na vida de Chris Sievey, músico e comediante inglês, que formou a banda The Freshies e mais tarde fez peças e shows sob a alcunha de Frank Sidebottom.

Belle (Belle)


A produção de "Belle" foi cercada de muito drama. Misan Sagay originou o projeto em 2004. Ela passou a desenvolver o roteiro com a HBO, mas precisou se afastar do projeto por problemas de saúde. Amma Asante, diretora do filme, também foi contratada para dar seqüência ao roteiro. Mas quando o projeto foi concluído, o nome de Sangay não recebeu o crédito, resultando em uma batalha judicial entre a diretora e a roteirista. Leia a resenha aqui!

SINOPSE: Dido Elizabeth Belle (Gugu Mbatha-Raw) é a filha do capitão britânico John Lindsay (Matthew Goode) com uma escrava africana. Após a morte da mãe, Dido vai morar na Inglaterra com o tio, Lorde Mansfield (Tom Wilkinson), para ser criada como uma dama da aristocracia. A jovem se apaixona pelo advogado John Davinier (Sam Reid), mas esse relacionamento irá enfrentar os preconceitos da sociedade inglesa.

A Caçada (The Rover)


Dirigido por David Michôd, esta produção australiana recebeu críticas excelentes, mas não foi um sucesso de bilheteria. Guy Pearce e Robert Pattinson são as estrelas do filme, que chegou ao Brasil em agosto de 2014.

SINOPSE: Em um futuro próximo, os habitantes australianos vivem uma rotina perigosa, onde a criminalidade impera. Com o passar dos anos, Eric (Guy Pearce) já perdeu quase tudo o que tem, e torna-se um homem duro e impiedoso. Quando sua última posse, seu carro, é roubado por uma gangue, ele vai atrás destes homens. No caminho, ele é obrigado e levar consigo Reynolds (Robert Pattinson), o ingênuo membro da gangue, abandonado por seus comparsas.  

Paixão Inocente (Breathe In)


O filme é um drama conjugal dirigido por Drake Doremus e chegou aos cinemas brasileiros em junho de 2014. Para quem não conhece o cineasta, seu primeiro sucesso no cinema foi com o filme ‘Loucamente Apaixonados’ (Like Crazy), também estrelado por Felicity Jones. Leia a resenha aqui!

SINOPSE: Uma família de uma pequena cidade em Nova York decide acolher em sua casa uma estudante (Felicity Jones) estrangeira em intercâmbio. Mal sabem eles que a presença desta garota vai mudar para sempre a dinâmica entre os familiares e abalar a estabilidade da residência.

Cães Errantes (Stray Dogs)


Esta produção chinesa ganhou o Prêmio Especial do Júri no Festival de Veneza 2013 e foi lançada no Brasil em abril de 2014. Com uma narrativa bem lenta e repleta de simbolismos, Tsai Ming-liang desafia o espectador a participar de um teste de resistência.

SINOPSE: Em um bairro pobre de Taipei, mora um homem na faixa dos quarenta anos, desempregado, com seus dois filhos. Sem emprego e abandonado pela esposa, ele enfrenta grandes dificuldades para satisfazer as necessidades de seus filhos. Um dia, ao levar seus filhos para passearem no shopping, ele conhece Xiao Lu por quem se envolve. No entanto, as lembranças da sua ex-mulher podem afetar seu novo relacionamento. 

As Duas Faces de Janeiro (The Two Faces of January)


O filme que marcou a estreia de Hossein Amini como diretor chegou ao Brasil em dezembro, mas não despertou a atenção dos espectadores, apesar do seu elenco renomado: Viggo Mortensen, Kirsten Dunst e Oscar Isaac. Leia a resenha aqui!

SINOPSE: Nos anos 1960, o jovem casal Chester e Colette decide fazer uma viagem de barco à Grécia. No local, eles conhecem Rydal, um guia americano que fala grego e decide ajudá-los no passeio. O que eles não sabem é que Rydal é conhecido por aplicar golpes nos turistas... Mas Chester e Colette também têm os seus segredos, e certa noite, quando o guia decide visitá-los em seu quarto de hotel, descobre o cadáver de um homem que Chester afirma tê-lo atacado. Sem saber como sair da situação, Rydal ajuda a remover o corpo. Logo, o trio acaba envolvido em um crime do qual não pode mais fugir.

O Passado (Le Passé)


Quando o assunto é cinema, Asghar Farhadi é a grande exportação iraniana da última década. Bérénice BejoTahar Rahim e Ali Mosaffa vivem dentro de uma panela de pressão neste drama familiar franco-iraniano. O filme foi uma das principais estreias do mês de maio no Brasil. Leia a resenha aqui!

SINOPSE: Este drama mostra a ruína da relação entre um marido iraniano e sua esposa francesa, vivendo na Europa. Após muitas disputas, ele abandona a família e os dois filhos para retornar ao seu país de origem. Quando a esposa pede o divórcio oficial, ele descobre que o pedido é motivado pelo fato de ela ter conhecido outro homem. Assim, sem demoras, ele retorna ao lar para confrontar a esposa e o novo pretendente dela.

Joe (Joe)


Podem torcer o nariz para Nicolas Cage, mas sempre vou considerá-lo um ator competente. Em "Joe", ele voltou a levar a sério o trabalho e entregou uma ótima atuação, sob a direção de David Gordon Green. O filme já está disponível em DVD.

SINOPSE: Joe Ransom (Nicolas Cage) é um ex presidiário que vive preso ao passado. Afundado na bebida e amargurado com a vida, ele começa a trabalhar em uma madeireira durante o dia, procurando uma vida simples. Durante seu período de trabalho, ele encontra com Gary (Tye Sheridan), um jovem de 15 anos, que procura trabalho desesperadamente para conseguir sustentar sua família, e cujo pai é alcoólatra. Joe decide proteger e cuidar do menino, oferecendo-o um trabalho.

O Homem Mais Procurado (A Most Wanted Man)


Este é o último filme que Philip Seymour Hoffman completou e posso afirmar que sua atuação também foi subestimada em 2014. O filme foi lançado em outubro no Brasil e não recebeu muita atenção em meio aos grandes blockbusters que chegaram ao cinema naquele mês. Leia a resenha aqui!

SINOPSE: Depois de ser brutalmente torturado, um imigrante de origem chechena e russa faz uma viagem à comunidade islâmica de Hamburgo, tentando resgatar a grande herança que seu pai teria lhe deixado. A chegada deste homem desperta a curiosidade das polícias secretas alemã e americana, que passam a acompanhar seus passos. Enquanto a investigação avança, todos fazem a mesma pergunta sobre o imigrante: seria ele apenas uma vítima ou um extremista com um plano muito bem elaborado?



nanomag

Publicitária, cinéfila e blogueira nas horas vagas. Vivo em Curitiba, sou formada em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda e membro da Sociedade Brasileira de Blogueiros Cinéfilos.


6 comentários on “TOP 12 – Os filmes que você provavelmente não assistiu em 2014

    1. Isso sem contar O Predestinado que nem sequer foi para os cinemas mas para mim é um dos melhores do ano que passou

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Preciso ver O Predestinado ainda! Olha só...mais um para a lista!

        Excluir
    2. Acho que quando sair pra torrent daqui uns meses, 'A Gangue' é um filme que as pessoas precisam conhecer; e quando conheceram, vão falar bastante sobre ele...

      ResponderExcluir
    3. excelente seleção de filmes que acabaram passando despercebidos pela maioria. gostei bastante de the rover, locke e breath in. quero assistir Frank quando for possível.

      e não embarquei neste Stray dogs, teve alguns exageros do diretor que me incomodaram, mas a tematica merece elogios.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Fico feliz que gostou da lista. Frank é ótimo!

        Excluir

    Sua opinião é muito importante!