DESTAQUES
Pesquisar

Crítica: Na Escuridão - In Darkness (2011), um filme de Agnieszka Holland


Da aclamada diretora polonesa Agnieszka Holland, “Na Escuridão” (In Darkness) é baseado em uma história verdadeira e mostra a luta pela sobrevivência de um grupo de judeus durante a 2ª Guerra Mundial, que viveram escondidos dentro de um esgoto para escapar dos campos de concentração.

Com um roteiro adaptado por David F. Shamoon, é impossível não notar similaridades com a premissa de “A Lista de Schindler”, um grande clássico sobre holocausto, dirigido por Steven Spielberg. “Na Escuridão” se diferencia de outros filmes, ao ambientar sua trama em um cenário claustrofóbico. O filme é uma dramatização de um homem que resgata um grupo de judeus em Lvov, cidade ocupada pelos nazistas na Polônia. Com a liquidação do gueto polonês, um grupo de judeus decide desaparecer das ruas da cidade e com a ajuda de Socha, buscam abrigo dentro do esgoto.


“Na Escuridão” não é apenas mais um filme sobre o holocausto. Agnieszka Holland retrata a fuga no esgoto como um verdadeiro inferno na terra, trazendo à tona o medo, a vergonha e o horror causado pela guerra. À primeira vista, o filme pode não parecer tão instigante, levando em consideração que a maioria das cenas ocorrem em um ambiente escuro e sem vida. Mas a maneira como Agnieszka Holland conduz essa pavorosa história de sobrevivência, merece ser admirada e contemplada pelo espectador.

Uma das principais características dos filmes de Agnieszka Holland é a frieza de suas imagens, sempre muito verdadeiras e cruéis. Em “Na Escuridão”, o resultado não foi diferente. O submundo dos esgotos poloneses foram retratados sem encantos cinematográficos, criando uma atmosfera imunda, infestada por ratos, cadáveres, sujeira e muita tensão. Outro detalhe interessante sobre o filme é que, em nenhum momento, o roteiro descreve os judeus como vítimas da guerra. O filme apresenta um olhar humano e retrata esse grupo de sobreviventes como heróis.   

Apesar de “Na Escuridão” ser composto por um elenco pouco familiar no circuito de cinema, todos os atores, sem nenhuma exceção, entregam atuações competentes. O grande destaque do filme é a belíssima performance de Robert Wieckiewicz. Socha é um herói imperfeito e um dos personagens mais comoventes do cinema atual. À princípio, ele atua como ladrão de casas pela cidade polonesa e exige dinheiro para manter o esconderijo dos judeus em completo silêncio. Mas, ao decorrer do filme, Socha começa a arriscar sua própria vida em prol da sobrevivência dessas pessoas.

O trabalho plástico realizado por Agnieszka Holland e sua equipe merece ser ressaltado, a iluminação das cenas internas é um contraste do horror causado pelos nazistas em plena luz do dia nas ruas de Lvov. “Na Escuridão” é um filme complexo, que obriga o espectador a experimentar, por 145 minutos, como foi viver durante 14 meses com a sensação de perigo constante, sabendo que a qualquer momento os nazistas poderiam ameaçar sua sobrevivência. 

A resenha também está disponível no site da obvious



nanomag

Publicitária, cinéfila e blogueira nas horas vagas. Vivo em Curitiba, sou formada em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda e membro da Sociedade Brasileira de Blogueiros Cinéfilos.


6 comentários on “Crítica: Na Escuridão - In Darkness (2011), um filme de Agnieszka Holland

    1. Já tem na internet este filme? Estou curioso em relação à ele desde que foi indicado ao Oscar - inclusive, achei que ele iria bater o favorito A Separação, pelo tema tratado. Seu texto só aguçou ainda mais minha curiosidade! Verei o mais cedo possível! ;)

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Já está disponível na internet e em dvd também.
        Valeu pela visita!

        Excluir
    2. adorei seu release.
      Parabens, pelo blog (está DIVINO) !
      Conheça o meu blog http://filhosdelecter.blogspot.com.br/ (ainda nao me acertei no template)é neném ainda -vai completar 4 meses!
      beijoooooooooooooooooooooooooooos

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Obrigada pela visita e comentário.
        Já add seu blog no meu favoritos. Boa sorte!

        Excluir
    3. Oláááá!!

      É um tipo de filme que muito me interessa!

      Anotadíssimo...

      bjks JoicySorciere => CLIQUE => Blog Umas e outras...

      ResponderExcluir
    4. Assisti ao filme ontem. Realmente vale a pena, é muito bom, principalmente em relação a "transformação" que experimenta o personagem Socha no decorrer da trama. Eu recomendo.

      ResponderExcluir

    Sua opinião é muito importante!